últimos posts

  • avatar

    Em tuas mãos

    Sebastian, em coisanen1ahá 17 minutos

    A noite que busco... me sinto como um leão sem amigos aquele que abre a porta e se queima no ar trigal em ventos e hortelã na boca 1 silêncio impuro, imperial entre os gomos verdes fruta tímida

    Ler mais
  • avatar

    UM DE CAÇADEIRA E OUTRO DE CACETE

    melgaçodomonteàribeira, em iasousahá 17 minutos

      CORREIO DE MELGAÇO Nº 149, DE 16/5/1915   Um meliante qualquer, de Paderne, do qual não se sabe o nome, que trabalha há tempos em Espanha, roubou, a 14/5/1915, a Manuel José Fernandes, proprietário de Alvaredo, um redeiro, que aquele cidadão tinha a secar perto do rio (...)

    Ler mais
  • avatar

    Ler

    Pedro Correia, em delitodeopiniaohá 20 minutos

    O que fazer quando tudo arde? Da Sónia Morais Santos, no Cocó na Fralda . Sobre mim, a propósito de outros. Do Henrique Pereira dos Santos, no Corta-Fitas . Quem foi, quem foi... De Ricardo Campelo de Magalhães, n' O Insurgente . Temos noção de que vai voltar a acontecer. Do (...)

    Ler mais
  • avatar

    Vinte e Um Anos...

    Filipe Vaz Correia, em canecadeletrashá 24 minutos

          Passaram vinte e um anos; Que lentamente esvoaçaram, Por entre as memórias que sobraram, As mágoas que ficaram, Em mim...   Passaram vinte e um anos, Como se passasse a intensa dor, Amarrando o sentimento, Ao entorpecente ardor, Com que o tempo, Tudo leva...   (...)

    Ler mais
  • avatar

    A voz do leitor

    Pedro Correia, em sportinghá 25 minutos

    «Um clube que formou dez dos jogadores campeões europeus é o ORGULHO do País. O triunfo no Euro de França foi a maior conquista desportiva [portuguesa] de todos os tempos.»   Leão de Queluz,  neste texto do José da Xã

    Ler mais