Perfil de propagandaearte

  • Nome
    • 648 posts
    • 5 subscritores
  • Nome

    Marco Aurélio Cidade

  • Localização

    Porto

  • Sexo

    Masculino

  • Data de Nascimento

    1956-01-06

  • Email

    cidade.ma@sapo.pt

  • Interesses

    Publicidade, pintura, escultura, dança, literatura, música, gastronomia, praia, esportes, bom papo, um bom whisky. Por que propaganda e arte? Uma coisa está ligada à outra. Todos nós, de alguma forma fazemos nosso marketing pessoal a todo instante e desde sempre eu notei isso. Foi o que me fez cursar uma faculdade de comunicação social e sair bacharel em publicidade. Isso foi nos idos da década de 1980, quando a publicidade ainda não contava com os fantásticos recursos da informática, como há hoje. Propaganda e arte pra mim sempre foi uma coisa só. E das boas. Tanto que fiz inúmeros cursos de pintura e escultura e muitas exposições. Antes mesmo de me formar já havia trabalhado em algumas agências de propaganda aqui no Rio de Janeiro (algumas nem existem mais) como é o caso da SQUIRE, Pablo & Gonçalo (depois PGM) e LM e assim que peguei um pouquinho da manha, montei a STAGE. Aí é que a coisa complicou. Consegui alguns clientes e dei muito duro pra aprender o ofício e não fazer feio. Graças a Deus correu tudo bem. Nesse meio tempo eu pintava muito e preparava material suficiente para expor constantemete. Fiz algo em torno de doze ou quinze individuais e participei de muitas coletivas com diversas premiações. E a publicidade continuava indo muito bem, obrigado. Foi quando entrei para o magistério. Era o início da década de 1990 e comecei a lecionar em uma escola técnica de propaganda; na época, sem sombra de dúvida, a melhor do Rio. Chamava-se ETEC - Escola Técnica de Comunicação. Não tinha pra ninguém. O currículo era puxadíssimo porque foi desenvolvido pelos próprios professores que o ministravam para os alunos. Foram dez anos muito bons e que me fizeram aprender muito sobre propaganda, apesar de eu ser um professor. Aí, tomei gosto pela coisa, como se diz, e parti direto para o magistério, lecionando em diversas universidades do Rio de Janeiro (PUC, PLÍNIO LEITE E SALGADO DE OLIVEIRA com cursos livres e VEIGA DE ALMEIDA, CASTELO BRANCO, UNICARIOCA, ESTÁCIO DE SÁ fazendo parte do corpo docente fixo). Estruturei na UNICARIOCA a agência-modelo para o curso de publicidade, criei e supervisionei a montagem de um grande evento, o Congresso Nacional da ABECOM - Associação Brasileira das Escolas de Comunicação, que aconteceu durante uma semana inteira na Academia Brasileira de Letras reunindo alunos, mestres e profissionais do negócio da propaganda do Brasil inteiro. Idealizei e organizei o PAINEL CARIOCA DE COMUNICAÇÃO, que teve dez edições fervilhantes sobre diversos temas ligados à publicidade, sempre com muitos convidados ilustres sendo um deles o Lula Vieira, um grande amigo que prefaciou a segunda edição do meu livro REDAÇÃO PUBLICITÁRIA: o que faltava dizer. Dez anos depois saí do Rio de Janeiro e me estabeleci numa cidade do estado de Minas Gerais, lecionando marketing para o curso de Administração da UNIPAC, uma universidade local) causando um grande reboliço uma vez que costumava ilustrar as aulas com filmes, debates, apresentação de rolos de comerciais, fitas de apresentações de campanhas publicitárias feitas pelos alunos da ETEC (a avaliação final deles) e muitos trabalhos práticos, fazendo perceber aos alunos que daquela forma aprendiam muito mais. Ainda na mesma cidade criei e apresentei na TV Oeste, uma afiliada da Rede Minas (a TV Cultura de lá) o Programa MARKETING & NEGÓCIOS, voltado para o segmento empresarial, onde entrevistei gente muito interessante como empresários, políticos e autoridades. O programa foi um sucesso enquanto existiu e me deu uma ótima projeção não só na cidade onde residia, mas também em diversas outras do estado de Minas Gerais. Lá, estruturei a TRADE Consultoria e Soluções em Marketing, juntamente com minha esposa, atendendo a várias contas publicitárias locais e, de volta ao Rio, continuo nela atuando como Presidente de Criação. Quanto ao meu livro, foi lançado em Portugal também e pode ser encontrado nas livrarias de Norte a Sul do país.

  • Frase Favorita

    É muito melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfos e glórias, mesmo expondo-se à derrota do que formar fila com os pobres de espírito que nem gozam muito nem sofrem muito, porque vivem nessa penumbra cinzenta que não conhece vitória nem derrota. Franklin Delano Roosevelt.

Os Meus Blogs

Subscrições