Tags : fernando pessoa

  • avatar

    flui, indeciso na bruma

    sonia'g, em andarporfora24/06/2017 às 09:41

        Flui, indeciso na bruma, Mais do que a bruma indeciso, Um ser que é coisa a achar E a quem nada é preciso. Quer somente consistir No nada que o cerca ao ser, Um começo de existir Que acabou antes de o Ter. É o sentido que existe Na aragem que mal se sente E cuja essência (...)

    Ler mais
  • avatar

    Entre o luar e a folhagem

    Existe um Olhar, em existeumolhar19/06/2017 às 00:18

    Entre o luar e a folhagem,  Entre o sossego e o arvoredo,  Entre o ser noite e haver aragem  Passa um segredo.  Segue-o minha alma na passagem.  Tênue lembrança ou saudade,  Princípio ou fim do que não foi,  Não tem lugar, não tem verdade.  Atrai e dói.  Segue-o meu (...)

    Ler mais
  • avatar

    Libertação

    Recit'Arte, em recitarte14/06/2017 às 19:03

    "Se a libertação não está em mim, não está, para mim, em parte alguma" Fernando Pessoa

    Ler mais
  • avatar

    Tempo da travessia - Homenagem a Fernando Pessoa

    Dulce Simões, em asas-de-borboleta13/06/2017 às 15:41

      Como hoje, 13 de Junho, se celebra o 129º aniversário do nascimento de Fernando Pessoa, deixo a seguir a minha pequena homenagem, com um poema do próprio escritor.                                                                             (...)

    Ler mais
  • avatar

    Segurança de bairro

    David Marinho, em domingoatarde13/06/2017 às 08:00

    Percebo Pessoa, quando se sentra em frente à janela a observar em silêncio as pessoas na rua. Imaginamos os diálogos, os gestos característicos, quem passa e quem não passa, com uma atenção tal que podíamos ser perfeitamente o segurança do bairro que tanto nos falta. É que (...)

    Ler mais
  • avatar

    Recordando... Fernando Pessoa

    cateespero, em cateespero13/06/2017 às 00:00

    O GRANDE ESPECTRO, QUE FAZ SOMBRA E MEDO   O grande espectro, que faz sombra e medo, Ergueu-se ao pé de mim, e eu temi-o; Não porém com pavor, que nasce cedo, Mas com um negro medo, oco e tardio.   Trajava o corpo seu vácuo e segredo E o espaço irreal, onde formava frio, Era (...)

    Ler mais
  • avatar

    Fernando Pessoa (p/ Sr. Moitinho)

    AMR, em anabelamotaribeiro12/06/2017 às 11:30

    Vestia-se nos melhores alfaiates de Lisboa. No entanto, metia vales à caixa ou vendia livros para pagar as despesas. A Mensagem permitiu-lhe pagar todas as dívidas. No escritório tratavam-no por Senhor Pessoa. Ali era o seu lar. Ali escreveu, à noite, Tabacaria e parte da sua (...)

    Ler mais
  • avatar

    Fresta

    imagensapalavradas, em imagensapalavradas12/06/2017 às 00:00

    Em meus momentos escuros Em que em mim não há ninguém, E tudo é névoas e muros Quanto a vida dá ou tem, Se, um instante, erguendo a fronte De onde em mim sou aterrado, Vejo o longínquo horizonte Cheio de sol posto ou nado Revivo, existo, conheço, E, ainda que seja (...)

    Ler mais
  • avatar

    Fernando Pessoa - “Mensagem”

    Francisco Carita Mata, em aquem-tejo10/06/2017 às 14:43

      Prólogo   No blogue, já divulguei alguns dos Poetas e Poetisas consagrados/as que mais aprecio. Já aqui apresentei abordagens sobre José Régio , Florbela Espanca , António Gedeão , Ary  dos Santos , Luís Vaz de Camões , … Hoje, “ Dia de Portugal e de Camões ”, (...)

    Ler mais