Tags : fernando pessoa

  • avatar

    do alto da torre da igreja

    sonia'g, em andarporforahá 15 horas

      Do alto da torre da igreja Vê-se o campo todo em roda. Só do alto da esperança Vemos nós a vida toda.   Fernando Pessoa   foto | Alfandega da Fé | março'17

    Ler mais
  • avatar

    Mostrengo do séc. XXI

    J. Gonçalves, em passa-a-palavra10/08/2017 às 22:55

    Fernando Pessoa com a sua fantástica capacidade para escrever poesia, escreveu o livro “Mensagem” no qual descreveu os feitos heróicos portugueses durante a época dos descobrimentos.  Um dos poemas que fez parte deste livro chama-se “O Mostrengo” que fez alusão a um (...)

    Ler mais
  • avatar

    #2543 - CASARIO E FIGURAS DE UM SONHO

    \foleirices, em foleirices04/08/2017 às 21:38

    Casario e Figuras de um Sonho - Dominguez Alvarez   Na rua cheia de sol vago há casas paradas e gente que anda. Uma tristeza cheia de pavor esfria-me. Pressinto um acontecimento do lado de lá das frontarias e dos movimentos.   Fernando Pessoa in «Poemas Ocultistas» (Selecção (...)

    Ler mais
  • avatar

    Fernando Pessoa (p/ Sr. Moitinho)

    AMR, em anabelamotaribeiro28/07/2017 às 07:30

    Vestia-se nos melhores alfaiates de Lisboa. No entanto, metia vales à caixa ou vendia livros para pagar as despesas. A Mensagem permitiu-lhe pagar todas as dívidas. No escritório tratavam-no por Senhor Pessoa. Ali era o seu lar. Ali escreveu, à noite, Tabacaria e parte da sua (...)

    Ler mais
  • avatar

    Ricardo Reis

    Sofs, em quotinglife20/07/2017 às 12:55

    Depois pensemos, crianças adultas, que a vida Passa e não fica, nada deixa e nunca regressa (...) Desenlacemos as mãos, porque não vale a pena cansarmo-nos Quer gozemos, quer não gozemos, passamos como o rio Mais vale saber passasr silenciosamente E sem desassossegos grandes Sem (...)

    Ler mais
  • avatar

    serendipity....

    Joana Marques, em quiosquedajoana13/07/2017 às 09:10

    "finding something beautiful without looking for it"   Vamos esquecer um livro? Ou vários? No restaurante. No café. Numa paragem de autocarro. Numa estação de comboio. Num banco de jardim... Não interessa o local. O importante é deixar o livro. E esperar que alguém o (...)

    Ler mais
  • avatar

    Conselho

    Rita PN, em atequeossentidostransbordem10/07/2017 às 08:20

    Cerca de grandes muros quem te sonhas.  Depois, onde é visível o jardim  Através do portão de grade dada,  Põe quantas flores são as mais risonhas,  Para que te conheçam só assim.  Onde ninguém o vir não ponhas nada.  Faze canteiros como os que outros têm,  Onde os (...)

    Ler mais
  • avatar

    portugal fica para depois e os portugueses também

    Cecília, em narizdecera30/06/2017 às 16:49

      Foste de verdade, não de feito, a voz de Portugal.  (...) A Portugal, a voz vem-lhe sempre depois da idade  e tu quiseste acertar-lhe a voz com a idade e aqui erraste tu, não a tua voz de Portugal não a idade que já era hoje.  (...) Tu levaste empunhada no teu sonho a (...)

    Ler mais
  • avatar

    Recodando... Fernando Pessoa

    cateespero, em cateespero30/06/2017 às 00:00

    NESTA GRANDE OSCILAÇÃO   Nesta grande oscilação Entre crer e mal descrer Transtorna-se o coração Cheio de nada saber;   E, alheado do que sabe Por não saber o que é, Só um instante lhe cabe, Que é o conhecer a fé —   A fé, que os astros conhecem Porque é a aranha (...)

    Ler mais
  • avatar

    Entre o luar e a folhagem

    Existe um Olhar, em existeumolhar19/06/2017 às 00:18

    Entre o luar e a folhagem,  Entre o sossego e o arvoredo,  Entre o ser noite e haver aragem  Passa um segredo.  Segue-o minha alma na passagem.  Tênue lembrança ou saudade,  Princípio ou fim do que não foi,  Não tem lugar, não tem verdade.  Atrai e dói.  Segue-o meu (...)

    Ler mais