Tags : poema

  • avatar

    ISONOMIA...

    Malu Silva, em momentosembrancoepretohá 18 minutos

        Tocarei em você... Perderei-me em seus braços. Vencerei o cansaço, No afago da sua fala. Voltarei a ser criança, Para no seu colo me aninhar. Deixarei o seu corpo Confundir-se com o meu Para tocar-me total e incondicionalmente. Fecharei os olhos E darei-lhe um beijo, Entre (...)

    Ler mais
  • avatar

    E logo de manhã vejo a noite..

    Palavrasfelinas, em palavrasfelinashá 23 horas

      E logo de manhã vejo a noite..enseadas... recantos..espigas imobilizadas no medo Do alto descem dádivas..gestos coloridos..colibris alucinados..instantes madrugadores Ao meu redor dispersam-se sons de harpa... Será que me esqueci de ouvir o que resta de mim? Da terra nasce a (...)

    Ler mais
  • avatar

    Rosas de sonhos do vento

    Rita PN, em contame-historias28/04/2017 às 08:35

    Vestiu a capa negra da noite que julgou, outrora ver esquecida no jazigo das recordações inférteis das intempéries d'outra idade vivida.  Olhou-se ao espelho,  reflexo baço, vazio e semblante sombrio de quem afastou de si o sol. Reconheceu-se a ela, mas não a mim; (menina (...)

    Ler mais
  • avatar

    Pedra Filosofal

    Rita PN, em atequeossentidostransbordem28/04/2017 às 08:30

    Eles não sabem que o sonho é uma constante da vida tão concreta e definida como outra coisa qualquer, como esta pedra cinzenta em que me sento e descanso, como este ribeiro manso em serenos sobressaltos, como estes pinheiros altos que em verde e oiro se agitam, como estas aves que (...)

    Ler mais
  • avatar

    Beleza do amor

    Podenga, em podengaportuguesa27/04/2017 às 12:12

    Pensas-te muito para inventar essas mentiras Ou já te sai naturalmente? Ou descontente Ainda tinhas em mente Continuar durante mais tempo? Atento Nas tuas desculpas e sorrio Como é que existia um rio Entre tu e eu e não via? Ou nem sequer sentia As gotas de água a cair Na minha (...)

    Ler mais
  • avatar

    amar é dar...

    m.s., em diz-me26/04/2017 às 07:17

      Amar é dar, não é dor... é doar, não é doer.. é oferendar, não é ofender... é dádiva, não é dívida... é tocar, não é trocar... é paixão, não é compaixão... é aceitar, não é açoitar... é prezar, não é desprezar...   Amar é... simplesmente, amar!

    Ler mais
  • avatar

    "Um cravo vermelho e luminoso" - Adão Cruz

    Augusta Clara, em jardimdasdelicias25/04/2017 às 15:38

      Adão Cruz  "Um cravo vermelho e luminoso"   (Adão Cruz)   U m cravo vermelho e luminoso Um cristal de vida no céu de chumbo Cada dia um mundo limpo e perfumado Graças a ti flor da minha idade Graças a ti caminho da esperança às portas da cidade Todo o mel e todos os (...)

    Ler mais
  • avatar

    Recordando... Sebastião da Gama

    cateespero, em cateespero25/04/2017 às 00:00

    VIESSES TU, POESIA...   Viesses tu, Poesia, e o mais estava certo. Viesses no deserto, viesses na tristeza, viesses com a Morte...   Que alegria mereço, ou que pomar, se os não justificar, Poesia, a tua vara mágica?   Bem sei: antes de ti foi a Mulher, foi a Flor, foi o Fruto, (...)

    Ler mais
  • avatar

    Palavras soltas #2 - Desalinhados

    mariana, em projectoalfacinha24/04/2017 às 18:36

    Desalinhados   Gosto de ti, Desalinhado e sem jeito; Com verdade, Imperfeito.   Gosto de ti, Sem truques, Ou magia; Com transparência, És poesia.   Poesia por defeito, Do amor que levo ao peito, Sem ser contrafeito, Do que se dá por inteiro.   Do que se toma o gosto; Por (...)

    Ler mais
  • avatar

    De tudo ou nada; estou farto.

    francisco luís fontinha, em franciscoluisfontinha22/04/2017 às 21:26

    De tudo estou farto, Às vezes, quando regressa timidamente o amanhecer, sinto as ruas sem saída desta cidade envenenada pelo tempo esquecido na minha mão, Um livro desajeitado mergulha no olhar da tua presença, e ao longe, imagino as clareiras em construção que se afundam nos (...)

    Ler mais