Tags : poema

  • avatar

    Lágrima de chuva - Adão Cruz

    Augusta Clara, em jardimdasdeliciashá 12 horas

      Adão Cruz  Lágrima de chuva     (Adão Cruz)     A chuva diz que vem mas não vem. Como tu, a chuva mente. Ofereceram-me o sol de Inverno nascido de um amor criança, Inverno de pés frios no olhar tépido da tua ausência. Mas eu não quis. Neste dia pequenino e (...)

    Ler mais
  • avatar

    Tardes meninas

    francisco luís fontinha, em franciscoluisfontinha07/12/2017 às 16:11

    Todos os dias são horários perdidos, Filhos ensonados Nas lágrimas da madrugada, Todos os dias são barcos esquecidos No cais da alvorada, Todos os dias são pássaros cansados. Todos os dias são corpos embalsamados, Corredores ensopados De tristeza e azedume. Todos (...)

    Ler mais
  • avatar

    LUCIDEZ

    cnc_admin, em e-cultura07/12/2017 às 09:00

      Perto ou longe da nossa consciência Marcados estão os encontros com as formas insensatas Nós que terra a terra é o que somos Poeira Eco atemporal Encandeado    Teresa Bracinha Vieira

    Ler mais
  • avatar

    Recordando... Eugénio de Andrade

    cateespero, em cateespero07/12/2017 às 00:00

    RETRATO   No teu rosto começa a madrugada. Luz abrindo, de rosa em rosa, transparente e molhada.   Melodia distante mas segura; irrompendo da terra, cálida, madura.   Mar imenso, praia deserta, horizontal e calma. Sabor agreste. Rosto da minha alma!   in "Os Amantes Sem (...)

    Ler mais
  • avatar

    Paleta

    Folhasdeluar, em folhasdeluar06/12/2017 às 17:45

    Por mim escorrem subterrâneos sem memória...linhas horizontais Corpos compassados...marcados pelo paralelo dos dias... Cheiros que vibram no interior do mistério...horas sem ruído..fibrosas...metálicas Como se descessem pelas escarpas enferrujadas de mim E qualquer coisa (...)

    Ler mais
  • avatar

    A Máquina do Mundo

    Rita PN, em atequeossentidostransbordem06/12/2017 às 08:30

    E como eu palmilhasse vagamente uma estrada de Minas, pedregosa, e no fecho da tarde um sino rouco se misturasse ao som de meus sapatos que era pausado e seco; e aves pairassem no céu de chumbo, e suas formas pretas lentamente se fossem diluindo na escuridão maior, vinda dos montes (...)

    Ler mais
  • avatar

    Fim da linha

    Rita PN, em contame-historias06/12/2017 às 08:28

    Um olhar que quando cai, cai muito devagar como os ombros, carregando os anos e a fome das respostas que os romancistas prometeram, mas que não acontecem, tal como a vida. Paginas de gente que está sem existir, histórias contadas sem acontecer, mentiras narradas em frases não (...)

    Ler mais
  • avatar

    Fantasmas Na Escuridão...

    Cristina Sá Bragança, em pinceladagridoce30/11/2017 às 16:07

    Antigamente, quando os cemitérios Eram bastante mal iluminados, Os corredores se enchiam de mistérios, Nem lá permaneciam os enlutados.   Os vivos tinham medo dos mortos, Com receio da vista de vultos brancos, Ideia que lhes causava tal desconforto, E os arredavam dali com os (...)

    Ler mais
  • avatar

    Corres pela manhã

    Carolina Paiva, em postscriptumblog21/11/2017 às 18:09

      A pálida luz da manhã antes dela tudo podia ser Agora vejo as mãos expostas - a perda da força, o corpo partiu Foges e não te acompanho não te esqueces de objectos no negro derramado não te preocupam obrigações Abominas o pica-ponto, venha o animal E ainda procuro nas (...)

    Ler mais
  • avatar

    Leva-me já (poema)

    Podenga, em podengaportuguesa20/11/2017 às 15:46

    Leva-me já, quero fugir Estou sem limite de destruição Sem pingo de discernimento ou emoção Capaz de me impedir.   Leva-me já, para onde quer que vá Não importa, não me arrependo E até te recomendo Que o faças.   Leva-me já, não esperes mais Sempre que esperas cais No (...)

    Ler mais