Tags : poesia

  • avatar

    Quando devia ter seguido o coração

    antonioramalho, em anpera21há 25 minutos

    O que cruzou o momento com o olhar, que passou em frente e deixou como fizera, num passo que não se vai esquecer e que demorou o que pode ser. Um terreno vazio que olhou para manter a observação habituada a rebuscar as ideias que são justas, que é o que se passa. - Certo, (...)

    Ler mais
  • avatar

    #2319 - OCASOS

    \foleirices, em foleiriceshá 2 horas

    O tempo inclinando-se cada vez mais até ficar paralelo com o corpo; Quatro linhas: Duas verticais Duas horizontais As linhas suficientes para encaixar o tempo futuro que nos resta.

    Ler mais
  • avatar

    Ler para saber : Livros sobre 25 Abril

    G.S., em blogdoscaloiroshá 2 horas

          25 de Abril cartoon: André Carrilho http://www.dn.pt/     De mãos é cada flor cada cidade. Ninguém pode vencer estas espadas: nas tuas mãos começa a liberdade.   Manuel Alegre, As Mãos (excerto)   Foi há 43 anos que a liberdade se fez em Portugal. Se (...)

    Ler mais
  • avatar

    Interrogações da Alma!

    Filipe Vaz Correia, em canecadeletrashá 4 horas

      Se cada palavra, tua; Fosse apenas isso, Uma palavra crua, Verdade nua, Da mágoa minha, Que magoa intensamente...   Se cada gesto, teu; Fosse apenas isso, Liberto dessa dor, Que me esmaga sem pudor, O coração num ardor, Desassombrado...   Se cada olhar, meu; Fosse apenas (...)

    Ler mais
  • avatar

    Amor à Liberdade

    Rita PN, em contame-historiashá 6 horas

          -Aqui, somos todos loucos! Dizem eles armados; versos na mão punhais cravados, amores baleados por sentimentos minados de pura ilusão. Ardem-lhes as dores e as sombras do passado secaram os jardins, anteriormente atravessados por beijos molhados e olhares cúmplices de um (...)

    Ler mais
  • avatar

    jovem

    sonia'g, em andarporforahá 7 horas

        Suporta o peso do mundo. E resiste.   Protesta na praça. Contesta. Explode em aplausos.   Escreve recados nos muros do tempo. E assina.   Compete no jogo incerto da vida.   Existe.   Helena Kolody   foto | Mirandela | março'17

    Ler mais
  • avatar

    Opinião | Vim Porque Me Pagavam

    Alexandra, em gira-livroshá 8 horas

     Título: Vim Porque Me Pagavam Autor: Golgona Anghel Editora: Mariposa Azual   Golgona Anghel é uma das minhas poetisas preferidas e devo confessar que, tendo relido ambos os seus livros de poesia, já estou a ressacar por mais um livro seu. É incrível como uma mulher nascida (...)

    Ler mais
  • avatar

    O Dia da Liberdade

    Rita PN, em atequeossentidostransbordemhá 9 horas

    Este dia é um canteiro com flores todo o ano e veleiros lá ao largo navegando a todo o pano. E assim se lembra outro dia febril que em tempos mudou a história numa madrugada de Abril, quando os meninos de hoje ainda não tinham nascido e a nossa liberdade era um fruto prometido, (...)

    Ler mais
  • avatar

    Recordando... Sebastião da Gama

    cateespero, em cateesperohá 17 horas

    VIESSES TU, POESIA...   Viesses tu, Poesia, e o mais estava certo. Viesses no deserto, viesses na tristeza, viesses com a Morte...   Que alegria mereço, ou que pomar, se os não justificar, Poesia, a tua vara mágica?   Bem sei: antes de ti foi a Mulher, foi a Flor, foi o Fruto, (...)

    Ler mais