Tags : poesia

  • avatar

    Arritmia

    Nocturnos, em nocturnoshá 52 minutos

                "First we feel. Then we fall." James Joyce       Tanto amor e mais amor ainda Tempo irrecuperável de permeio e uma distância infinita.     Ar. Sufoco. Batida descompassada no peito. Loucura, crescente.     Tanto amor e mais amor... Ainda presente, que (...)

    Ler mais
  • avatar

    A Praia Artificial

    O Gil, em oversomaisdiversohá 2 horas

    023, um numa linha de robôs experimentais que estão a ser utilizados para testar tecnologias de inteligência artificial, escapa o laboratório à beira-mar onde estava enclausurado e depara-se com a praia e o mar que o limitam A praia estende-se e divide-se na sua plenitude (...)

    Ler mais
  • avatar

    #2391 - QUE COMOVENTE, UM MAU POETA

    \foleirices, em foleiriceshá 3 horas

    QUE COMOVENTE, UM MAU POETA   Que comovente, um mau poeta. Não falam dele há muitos anos; depois, lentamente, esquecem-no. Inspirado e branco, agora cambaleia, vacilam os botões no sobretudo roto e assobia poemas inéditos ao vento de Inverno. Que orgulho e força. No seu rosto, (...)

    Ler mais
  • avatar

    Mary Oliver - A Thousand Mornings

    Luis Soares, em lsoareshá 4 horas

    All night my heart makes its way however it can over the rough ground of uncertainties, but only until night meets and then is overwhelmed by morning, the light deepening, the wind easing and just waiting, as I too wait (and when have I ever been disappointed?) for redbird to sing.

    Ler mais
  • avatar

    arenas grandes

    Cecília, em narizdecerahá 7 horas

    Vivemos num mundo de dores muito mais abruptas.  O espectro do visível é comparativamente um arco De consolação estranho que nosso olhar tenha criado.  Quando tiveres dez anos, vou ensinar-te a sonhar o  Dobro da realidade. Manterás as mãos abertas. Na  Práctica, «Toda a (...)

    Ler mais
  • avatar

    Fui tudo o que a noite quis..

    Palavrasfelinas, em palavrasfelinashá 10 horas

      Fui tudo o que a noite quis..avancei pelos becos e pelos corpos Por momentos amei o cheiro dos abraços..a nudez dos desafios..o amanhecer do medo Na minha caminhada pelos néons...encontrei o avanço do mar..descobri-te na praia O tempo dispersou-me pelos clarões húmidos das (...)

    Ler mais
  • avatar

    simplesmente

    sonia'g, em andarporforahá 13 horas

        Veja o mundo num grão de areia, veja o céu em um campo florido, guarde o infinito na palma da mão, e a eternidade em uma hora de vida!   William Blake   foto | Praia d'el Rey | abril'17

    Ler mais
  • avatar

    as imagens substituem e desaparecem

    Nuno Félix da Costa, em relatoriosobreoqueacontecehá 14 horas

    «Uma nuvem galopa numa pradaria azul e o seu rumo nem o vento o conhece»: é claro que um valor referencial que procurássemos se perdeu na música das imagens, mas dizer que o vento não impulsiona a nuvem exige de nós um especial esforço de leitura conquanto esta terá o corpo (...)

    Ler mais
  • avatar

    A criança no meu peito

    Rita PN, em contame-historiashá 15 horas

    Andava nua pelo meu peito a criança que brincava e amava, a seu jeito doce e terno, no fraterno encanto dos seus caracóis já extintos. Por entre as ervas do campo e o cimento da cidade, trazia a claridade no olhar; e o verde que ao azul faltava conjugar, com as ondas do mar dos (...)

    Ler mais