Tags : poesia

  • avatar

    Aquela triste e leda madrugada

    pimentaeouro, em pimentaeouro20/01/2018 às 18:16

    Aquela triste e leda madrugada, chea toda de mágoa e de piedade, enquanto houver no mundo saudade quero que seja sempre celebrada.   Ela só, quando amena e marchetada saía, dando ao mundo claridade, viu apartar-se d'ua outra vontade, que nunca poderá ver-se apartada.   Ela só (...)

    Ler mais
  • avatar

    "Ser Poeta" - Florbela Espanca

    João Jesus e Luís Jesus, em letrasaventureiras20/01/2018 às 12:00

    Ser Poeta é ser mais alto, é ser maior  Do que os homens! Morder como quem beija!  É ser mendigo e dar como quem seja  Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!  É ter de mil desejos o esplendor  E não saber sequer que se deseja!  É ter cá dentro um astro que flameja,  É (...)

    Ler mais
  • avatar

    Poema atmosférico

    Inês Aroso, em whyme20/01/2018 às 11:15

    Ela era uma nuvem.  Caminhava numa nuvem.  Pensava numa nuvem.  Por vezes, escondia o sol.   Ele era um sol. Brilhava como o sol. Via tudo com clareza. Por vezes, apagava a nuvem.   Esperavam pela noite. A magia acontecia.  Eram iguais, afinal. Beijavam as estrelas.  

    Ler mais
  • avatar

    FRASES TRABALHADAS

    izoton, em izoton20/01/2018 às 01:06

    BEM (MAL) TRABALHADAS - Eu admiro o trabalho, e sou capaz de ficar horas simplesmente olhando para ele, em grande admiração... - Chefe é aquele cara que vem cedo quando você vem tarde, e vem tarde quando você vem cedo. - Eu não procuro trabalho, por uma única razão: Eu tenho (...)

    Ler mais
  • avatar

    #2753 - TEORIA SENTADA

    \foleirices, em foleirices19/01/2018 às 21:22

      alexandra de pinho   TEORIA SENTADA   A minha idade é assim - verde, sentada. Tocando para baixo as raízes da eternidade. Um grande número de meses sem muitas saídas, soando estreitos sinos, mudando em cores mergulhadas. A minha idade espera, enquanto abre os seus (...)

    Ler mais
  • avatar

    Marianne Boruch - There Ought to Be a Law Against Henry

    Luis Soares, em lsoares19/01/2018 às 17:17

    given his showing up to teach at the U disheveled, jittery cigarette and cigarette and probably the drink, losing the very way there over river, river of all song, all American story which starts way north of St. Paul quiet or undone wandering south, not enraged mostly, something (...)

    Ler mais
  • avatar

    I won't give up

    nunocsoares, em uneasywords19/01/2018 às 14:00

    The air begins to choke me, the streets are getting to small, the steps are too short to get you.   Is there hope for us? I can sense the failure on your eyes, just close them and remember how good it used to be.   You have saved me from myself, a glimpse of hope on a dark tide. (...)

    Ler mais
  • avatar

    Manhãs complicadas, marotices à Bocage e é isso

    David Marinho, em domingoatarde19/01/2018 às 06:35

    Bom dia. É com um olho meio fechado e outro meio aberto que digo: e ao quinto dia...descansei. Poder dizer com clareza que agora só volto lá para segunda, com "energias" renovadas, é algo que me conforta, me alegra e me fascina. Deixo-vos aqui com um poema do grande Bocage, que (...)

    Ler mais
  • avatar

    A Minha Dor

    kamini, em achintya18/01/2018 às 16:58

      A minha Dor é um convento ideal Cheio de claustros, sombras, arcarias, Aonde a pedra em convulsões sombrias Tem linhas dum requinte escultural.   Os sinos têm dobres de agonias Ao gemer, comovidos, o seu mal … E todos têm sons de funeral Ao bater horas, no correr dos dias (...)

    Ler mais
  • avatar

    Casas Abandonadas cheias de Poesia

    MSorri, em bicpreta18/01/2018 às 16:03

              Há pedras e lagos que são versos puros. Casas abandonadas, cheias de poesia. Há estrofes entrelaçadas numa coroa de espinhos e resmas de rimas,  nas cordas de uma guitarra, melancolicamente dedilhada em silêncio, sem ouvintes.   Existe um poema nos olhos que (...)

    Ler mais