Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LER

Livros. Notícias. Rumores. Apontamentos.

Maj Sjöwall e Per Wahlöö, os mestres fundadores

Maj Sjöwall, sentada. No início dos anos 70.

Per Wahlöö e Maj Sjöwall foram os pioneiros do «policial nórdico» na altura em que não havia «policial nórdico». A dupla foi publicada nos anos 90 pela Caminho, que lançou títulos como Desapareceu um carro dos bombeiros (1992), O homem à varanda (1989), O homem que se desfez em fumo (1990) e O polícia que ri (1990), da série protagonizada por Martin Beck, o polícia sueco. Hoje, Jo Nesbø, Camilla Lackberg, Karin Fossum ou Arnaldur Indridason são as estrelas do cartaz nórdico, juntamente com série de televisão como Bron/A Ponte ou The Killing — mas os livros de Per Wahlöö e Maj Sjöwall, cheios de humor, melancolia, tendências comunistas, são realmente fundadores. No Daily Telegraph, uma revisitação com Maj Sjöwall, cética em relação à nova onda de policiais vindos do norte.