Sexta-feira, 31 de Dezembro de 2010
Já nas bancas!
31 Dezembro, 2010

 

«Um dos fenómenos que explica a ausência de revolta e do respectivo grito é que os papás estão a aguentar. Se há agora uma geração precarizada ela está a pagar, de certa maneira, o preço do apaparicamento que a geração dos papás – inclusive a minha – teve. Houve realmente oportunidades que nunca ninguém tinha tido em Portugal e provavelmente não vai voltar a ter tão cedo.»

[Manuel Villaverde Cabral, entrevistado por Carlos Vaz Marques]


 

MANUEL VILLAVERDE CABRAL DISCURSO ALTERNATIVO
Sociólogo, historiador e cientista político, dedica-se há décadas ao estudo da sociedade portuguesa. Mesmo em tempo de crise, falta um discurso credível alternativo ao statu quo vigente, diz Villaverde Cabral. Não é um lamento, é uma constatação. Porque a conclusão seguinte é a de que esse discurso global alternativo não é possível e talvez nem sequer desejável.

20 LIVROS PARA ENCARAR O ABISMO
Não há soluções milagrosas, caminhos de sentido obrigatório ou conclusões definitivas. A diversidade de pensamento de Fernando Savater, Gilles Lipovetsky, Tony Judt, Robert Fisk, George Steiner, Eduardo Lourenço, Slavoj Zizek ou Peter Sloterdijk oferece várias propostas para enfrentar a encruzilhada. Esta e outras.

BARACK OBAMA RETRATO DO ANTICRISTO ENQUANTO JOVEM
Nunca a fé em Obama esteve tão em crise. Dois anos após a tomada de posse do 44º presidente dos Estados Unidos, o que podemos ainda esperar do homem que um dia quis ser escritor e cuja biografia mais completa é assinada por David Remnick, editor da New Yorker? «A tendência instintiva de Obama para o compromisso diluído criou um vazio simbólico», conclui Rogério Casanova.

JOHN M. KEYNES O MESTRE E A DONA DE CASA
Setenta anos depois, as teses do famoso economista inglês regressam ao debate político. Ponto de partida para uma discussão em aberto com três novas edições.

DICIONÁRIO PARA QUEM QUER SAIR DA CRISE
O tempo não está para brincadeiras. Em 45 entradas (um pouco mais) a salvação possível num mosaico composto por Gisele Bündchen, OuLiPo, surtos de violinistas, reparação de torneiras, ginastas de leste, legiões de pombos, petróleo na costa algarvia ou o canal de televisão de Medina Carreira.


Pode comprar o seu exemplar aqui ou optar por uma assinatura anual.

publicado por Ler às 10:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 30 de Dezembro de 2010
Os 10 livros do ano segundo os leitores da LER
30 Dezembro, 2010

Desde que o apelo foi feito e renovado, um pouco mais de 450 leitores votaram – o que começou timidamente terminou em pequena avalanche – para eleger os livros do ano, entre romance, não-ficção ou poesia. Foi o caso de Andreia Moreira, Jorge Fernandes da Silveira, João Dias, Miguel Almeida, Carmen Zita Ferreira, João Ribeiro, António Conceição, Albertino Ferreira, Maria Teresa Pinheiro, Joana Alarcão – por aí fora. Não havia longlists, favoritos à partida ou direitos adquiridos. Os leitores escolheram, está escolhido e publicado na página 5 da edição de Janeiro da LER. E fique o leitor descansado, que durante os próximos meses será novamente chamado a pronunciar-se sobre os livros de cada trimestre de 2011.

publicado por Ler às 09:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | adicionar aos favoritos
Os leitores da LER voltam a ter lugar à mesa em Março
30 Dezembro, 2010

Não há melhor pretexto: no mês em que a LER chega ao n.º 100 marcamos novo encontro à mesa. Detalhes, informações e provocações gastronómicas serão publicados brevemente aqui e na revista.

publicado por Ler às 08:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 13 de Dezembro de 2010
David muda para Babel
13 Dezembro, 2010

David Ferreira abandonará a direcção comercial da área do livro na Fnac e assumirá o cargo de Director-Geral do grupo Babel no início do próximo ano.

publicado por Ler às 21:22
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Carlos da Veiga Ferreira fora da Teorema
13 Dezembro, 2010

Actualizado Carlos da Veiga Ferreira já não pertence aos quadros da Editorial Teorema, casa de que foi fundador e editor durante mais de duas décadas — cessando também toda a colaboração com o grupo Leya. A Teorema (que daqui em diante será dirigida por José Oliveira) foi integrada pela Leya juntamente com as editoras do grupo Oficina do Livro/Explorer, a quem Carlos da Veiga Ferreira vendera a sua editora meses antes.

Um dos mais importantes e prestigiados editores literários independentes, Carlos Veiga Ferreira publicou em Portugal autores tão diversos como Italo Calvino, Jorge Luis Borges, Vladimir Nabokov, Primo Levi, Patricia Highsmith ou Brett Easton Ellis — mas também história (Fernand Braudel, Jacques Le Goff, Philippe Ariès ou Georges Duby), ciências sociais, poesia e literatura juvenil (Sempé). Formado em Ciências Sociais, Veiga Ferreira foi também presidente da União dos Editores Portugueses (UEP) e — aspecto menos conhecido — tradutor de Duby, Braudel, José Luis Sampedro, Ramón del Valle-Inclán ou o cartoonista argentino Quino.

 


 

Na edição online do Público, assinada por Sérgio C. Andrade: «O próprio Carlos da Veiga Ferreira confirmou ao PÚBLICO a sua saída – que tinha sido avançada no blogue da revista “Ler” –, justificando a sua decisão por “uma questão de dignidade pessoal e profissional”. “O contrato que a editora me propunha incluía deixar de ser administrador e passar a editor, o que para mim não era importante, mas já não podia aceitar a redução do meu vencimento para 46 por cento do valor que estava estipulado”, justificou Carlos da Veiga Oliveira, admitindo que a sua saída “não foi pacífica”. Mas não quis especificar que medidas já tomou, ou vai tomar, para defender os seus interesses no processo, já que, recorda, o seu contrato não chegou ainda ao fim.»

 


 

De José Menezes, director de comunicação do grupo Leya, recebemos o seguinte esclarecimento, que está já introduzido no corpo da nossa notícia: «No blog da revista Ler, na notícia […] sobre a saída do Carlos Veiga Ferreira, lê-se “a Teorema (que daqui em diante será diluída na chancela Texto)”. Essa informação não corresponde à realidade pelo que peço que a mesma seja corrigida: a Teorema continuará a existir como uma das editoras da LeYa.»

 

 

publicado por Ler às 12:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 10 de Dezembro de 2010
Os livros do ano (para os leitores da LER)
10 Dezembro, 2010

Mais de duzentos leitores já votaram. Por isso, repetimos: até amanhã diga-nos qual é para si o livro do ano através do e-mail ler@circuloleitores.pt. Publicaremos a lista dos dez mais votados pelos leitores (ficção e não-ficção) na edição de Janeiro da LER. Passe palavra.

publicado por Ler às 10:30
link do post | comentar | ver comentários (1) | adicionar aos favoritos
LER no Chiado em dia de atribuição do Nobel
10 Dezembro, 2010

publicado por Ler às 10:01
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 9 de Dezembro de 2010
Acordo ortográfico nos escolas a partir de Setembro de 2011
09 Dezembro, 2010

Decisão tomada hoje pelo Governo reunido em Conselho de Ministros.

publicado por Ler às 17:23
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Semana de um Nobel
09 Dezembro, 2010

O El País dedica um dossier especial à «semana sueca do Nobel Vargas Llosa»: notícias, reportagens, artigos (entre os quais um texto de Vicente Verdú) e lágrimas.

Tags:
publicado por Ler às 11:11
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Discurso de Vargas Llosa
09 Dezembro, 2010

Aprendí a leer a los cinco años, en la clase del hermano Justiniano, en el Colegio de la Salle, en Cochabamba (Bolivia). Es la cosa más importante que me ha pasado en la vida. Casi setenta años después recuerdo con nitidez cómo esa magia, traducir las palabras de los libros en imágenes, enriqueció mi vida, rompiendo las barreras del tiempo y del espacio y permitiéndome viajar con el capitán Nemo veinte mil leguas de viaje submarino, luchar junto a d'Artagnan, Athos, Portos y Aramís contra las intrigas que amenazan a la Reina en los tiempos del sinuoso Richelieu, o arrastrarme por las entrañas de París, convertido en Jean Valjean, con el cuerpo inerte de Marius a cuestas.

Primeiro parágrafo do discurso de Mario Vargas Llosa, escritor peruano que recebe amanhã, em Estocolmo, o Nobel da Literatura.

Tags:
publicado por Ler às 11:02
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
50 razões para (re)ler Vargas Llosa
09 Dezembro, 2010

Estão todas aqui, uma por uma.

Tags:
publicado por Ler às 09:21
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Terça-feira, 7 de Dezembro de 2010
Literatura e estatística
07 Dezembro, 2010

Mais de um milhão e meio de livros britânicos do século XIX estão a ser passados electronicamente a pente fino.

publicado por Ler às 11:16
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Quando um poema para a amante é descoberto décadas depois numa caixa de sapatos
07 Dezembro, 2010

Acontece aos melhores.

publicado por Ler às 11:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | adicionar aos favoritos
Arquivo de Balcells
07 Dezembro, 2010

A agente Carmen Balcells tem negociado nos últimos dias com o Estado espanhol parte do seu arquivo, constituído essencialmente por manuscritos, cartas de negociações ou desejos pessoais de escritores como Vargas Llosa, García Márquez, Neruda ou Cela.

Tags:
publicado por Ler às 10:49
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 6 de Dezembro de 2010
Temporada Lobo Antunes
06 Dezembro, 2010

Começa em França nos primeiros dias Janeiro, como anunciado há uns meses em Lisboa.

[Via Bibliotecário de Babel]

publicado por Ler às 15:10
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Cartas de amor de Nabokov
06 Dezembro, 2010

O filho de Vladimir Nabokov continua a tratar do espólio do autor de Lolita. Depois do lançamento do romance inacabado The Original of Laura (versão portuguesa da Teorema), Dmitri promete publicar para o ano, em língua inglesa, mais de 300 cartas de amor escritas pelo pai durante meio século. Uma selecção foi publicada há poucos dias numa revista russa intitulada Snob.

publicado por Ler às 14:56
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 3 de Dezembro de 2010
Obama para crianças
03 Dezembro, 2010

A tradução portuguesa do livro de Barack Obama, lançado há poucas semanas nos Estados Unidos, chega às livrarias a 10 de Dezembro. Treze histórias contadas em 44 páginas sobre figuras da História dos EUA, como Abraham Lincoln, Billie Holliday ou Helen Keller. Edição Alêtheia.

Tags:
publicado por Ler às 17:10
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
5 de Março de 2011
03 Dezembro, 2010

Data oficial para uma grande partilha de livros na Irlanda e Reino Unido (um milhão, mais concretamente) na primeira World Book Night.

publicado por Ler às 10:33
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
O Outono, afinal, começa amanhã
03 Dezembro, 2010

E só termina dia 11. Aqui.

publicado por Ler às 10:24
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Livros do ano (III)
03 Dezembro, 2010

Lista dos dez melhores (entre ficção e não-ficção) segundo o New York Times.

publicado por Ler às 09:41
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 2 de Dezembro de 2010
Hoje nas bancas!
02 Dezembro, 2010

 

GONÇALO M. TAVARES

«Acho que todos os meus livros têm esse outro mundo, que me é natural: o mundo do humor e da ironia. Como se as palavras fossem coisas materiais e nós pudéssemos ver as costas das palavras, a parte de baixo das palavras; como se pudéssemos levantar a saia das palavras. Instintivamente, quando recebo uma frase, quando ouço uma frase, é como se me movimentasse em redor dessa frase. Isso é-me muito natural.»

 

OS LIVROS QUE NÃO DEVEMOS ESQUECER

Escolha é escolha – e nós fizémos a nossa, com a ajuda de José Mário Silva, Dóris Graça Dias, Sara Figueiredo Costa, Filipa Melo, José Riço Direitinho, José Guardado Moreira, Rogério Casanova e Bruno Vieira Amaral. Escolhemos 25 livros, entre centenas que passaram pelas páginas da LER até Novembro. Podiam ser mais, a começar, desde logo, pelos destaques desta edição, onde escrevemos sobre os novos livros de Gonçalo M. Tavares, a poesia de Armando Silva Carvalho ou os regressos de Knut Hamsun e Roberto Bolaño.

 

EGAS MONIZ O CIENTISTA IMPROVÁVEL

«O lugar na história que Egas Moniz procurou com tanta persistência e perícia é seu e de pleno direito. Tudo nasceu na mente de um clínico pragmático e impaciente quanto às limitações da sua arte, que, simplesmente, decidiu deitar mãos à obra. A perseverança e a ambição fizeram o resto», escreve o neurocientista João Lobo Antunes na biografia do Prémio Nobel da Medicina. Pré-publicação exclusiva.

 

JOÃO BARRENTO ATENTO AOS PIRILAMPOS

Ensaio, literatura, crítica, poesia, o mundo contemporâneo e os seus «pirilampos» - matéria-prima para uma conversa com o ensaísta que ainda consegue ver luz ao fundo do túnel. «Ao contrário das visões pessimistas que têm aparecido, penso que há imensos focos de vida cultural intensa e interessantíssima». Tem novo livro publicado: O Género Intranquilo – Anatomia do Ensaio e do Fragmento (Assírio & Alvim).

 

Pode comprar o seu exemplar aqui ou optar por uma assinatura anual.

publicado por Ler às 00:32
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Posts recentes

Egípcio pede indemnização...

Marc Augé: entrevista

Eutopia: uma nova revista...

A inveja, parte um: o Hay...

Olha, a CIA lambém leu o ...

'Pins' para fanáticos de ...

Como não escrever um roma...

Cyberbullying na Amazon

Ler faz mal à saúde e é p...

Bookshelfie: ilusão, pura...

Assinaturas
Faça já a sua assinatura aqui.

Contacto

Notícias, rumores, invenções e impropérios para ler@circuloleitores.pt

Pesquisar
 
Lido e publicado

1. Os 50 autores mais influentes do século XX.
2. Dez cidades para visitar com livros debaixo do braço.
3. Charles Darwin, 200 anos depois.
4. «O Magalhães é o maior assassino da leitura em Portugal.»
5. Última entrevista de António Barahona.
6. Inéditos de Fernando Pessoa.
7. John Milton por João Pereira Coutinho.
8. «O meu mal é ter uma curiosidade de puta.»
9. Entrevista Luis Sepúlveda.
10. «Já quase pareço um escritor.»
11. Entrevista Eduardo Lourenço.
12. Breve Introdução à Teoria Literária.
13. Agustina, a indomável.
14. Trinta livros do PNL.
15. Entrevista A. M. Pires Cabral.
16. Dinis Machado: «Só quis escrever um livro».
17. Retratos de um Nobel.
18. Os últimos e-mails de Stieg Larsson.
19. Os 200 anos de Edgar Allan Poe.
20. Knoxville, o território de McCarthy.
21. O bibliotecário ambulante.
22. Dez escritores europeus que (já) mereciam ser traduzidos em Portugal.
23. Entrevista Mia Couto.
24. Entrevista Vasco Pulido Valente.
25. Inéditos Vinicius de Moraes.
26. Os heterónimos de Eduardo Lourenço

Ligações
Arquivo

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

blogs SAPO
Subscrever feeds