Segunda-feira, 19 de Outubro de 2009
Sobre Saramago
19 Outubro, 2009

Tolentino Mendonça, poeta: «A perplexidade trazida pelas afirmações de José Saramago é, no fundo, como é que um grande criador, um grande cultor da língua, pode, em relação a um superclássico da literatura mundial – património de cultura diferentes, fonte de inspiração para tanta literatura – pode dizer da Bíblia, com o simplismo e o olhar com que o fez, as coisas que Saramago tem dito.»

Igreja Católica: «Críticas de Saramago mostram que não compreende a Bíblia.»

Rabino de Lisboa, Eliezer di Martino: «José Saramago não conhece a Bíblia nem a sua exegese, fazendo leituras superficiais das narrativas da Bíblia. O mundo judaico não se vai escandalizar pelo que escreve o senhor Saramago ou qualquer outro.»

D. Manuel Clemente, da Comissão Episcopal: «Dizer que a Bíblia é um texto cheio de crueldades é uma coisa que e pode dizer de Shakespeare, de Dante, dos Lusíadas, porquê? Porque a literatura reflecte a história, reflecte a condição humana, é uma espécie de palco onde a história humana é encenada, e responsabilizar a Bíblia pelos crimes da humanidade, pela violência ou pelas guerras, é de todo inaceitável não só do ponto de vista da religião, mas do ponto de vista da cultura, porque uma coisa é literatura, que reflecte a vida, outra coisa são as leituras posteriores, algumas muito erradas, que se podem fazer dos textos.»

publicado por Ler às 21:26
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
6 comentários:
De Ricardo Noronha a 19 de Outubro de 2009 às 22:16
A afirmação atribuída à Comissão Episcopal, segundo o link da renascença que vocês usam, pertence na verdade a Tolentino Mendonça. Talvez queiram corrigir o post.

De Rui Almeida a 19 de Outubro de 2009 às 22:54
José Tolentino Mendonça é Poeta, Padre e Biblista.
A frase que atribuem à "Igreja Católica" é o título de uma notícia-síntese, da autoria de Octávio Carmo.
D. Manuel Clemente é bispo do Porto e presidente de uma das dez comissões existentes na Conferência Episcopal.

Parece-me q há aqui uma certa falta de rigor.

De Anónimo a 20 de Outubro de 2009 às 19:15
As declarações de Saramago a propósito da Bíblia são a prova de que a atribuição do mais importante prémio literário do mundo não previne os seus laureados de, por vezes, fazerem declarações infelizes, superficiais e irreflectidas.

Mas, no fundo, aquilo que o Saramago talvez queria, era mesmo a publicidade gratuíta que toda esta discussão está a dar ao seu último livro.
Lembram-se, quando ele ganhou o Nobel, de se antecipar sempre aos jornalistas, dizendo que não iria responder a perguntas sobre o que ele ia fazer ao dnheiro que tinha ganho? Pois bem, nunca o disse. Mas parece ser claro que já o gastou todo. E agora precisa de vender este seu novo livro como pãezinhos quentes, porque um homem, ainda para mais com a idade dele, precisa de sopa na mesa todos os dias.


De Luter Anus a 26 de Outubro de 2009 às 16:24
Tenho aqui o produto ideal para a sua maleita do cotovelo, um unguento que vai deixá-lo imune a qualquer achaque dessa desafortunada porção anatómica, chama-se Inoxicoto, como ele poderá assistir ao seu vizinho a queimar notas de 500€ sem soltar um ai; poderá até assistir ao Saramago a deitar as mãos à cabeça quando os tolentontos vêm tentar associar o antigo testamento à história desse messias em particula, no meio de tantos candidatos, e se tomar as doses certas, com rigor e constância, poderá também resistir à minha afirmação de que isto do cristianismo é perfeitamente fortuito, poderia ser joanismo, pedrianismo, josianismo, dependeria de qual fosse o outro tão bem sucedido artista (nas artes... "cristãs") a cair nas boas graças do público, também disposto (o messias, não o público) a igual sacrifício em nome da sua arte.

Eu acredito que o Saramago está dentro da média, no que a disparates que se dizem sobre a bíblia a média diz respeito, e também dentro da média estão infelizmente todos os exegetas.

Vamos lá tratar desse cotovelo porque fiquei preocupado consigo.

De Anónimo a 20 de Outubro de 2009 às 20:41
o que eu acho é que o deviam deixar a falar sozinho; já não há paciência.

De Barbarita (Pseudónimo) a 10 de Novembro de 2009 às 01:30
A leitura deste resumo de Tolentino Mendonça sugeriu-me um destaque que ontem(Domingo) o DN, também do TM, publicou. Neste último, TM escreve que a "dimensão erótica assume-se fundamental para revelar e definir o homem e a relação com Deus".

Ainda que quizesse transmitir algo terreno(compreensível) aos "homens desta cidade", não seria certamente com este discutível "português"; Para além do portugês, fica, de facto, por explicar/aceitar o que de fundamental pode ter a ver (?) o erotismo - homem/terra/pecado - com o Divino/sobrenatural/SacroSanto, etc. Não consigo adivinhar...

Do texto que é publicado acima, pelas regras do português (língua) com que me instruiram na escola, apenas devo dizer que me parece estabelecer incorrectas relações entre o Sujeito e o Verbo, e, por isso, não percebi o que verdadeiramente queria dizer (outra vez!); -Mas posso estar enganada pois ainda não assimilei o novo acordo ortográfico, e a culpa é certamente minha.

SOBRE SARAMAGO, que é a razão destes textos, chega de dizer que não conhece a bíblia, etc, pois quase ninguém a conhece, ainda que tenha tido uma educação católica: -O pouco da Bíblia que ficou na memória referia-se quase sempre a grandes feitos, de curas e multiplicações, que, passados já mais de 2000 anos, ainda ninguém comprovadamente repetiu. Assim poder-se-á dizer que as afirmações de Saramago são mais uma parábula a acrescentar a tantas que têm servido para alimentar uma discução... que se extingue na Fé, dos que a têm.
Ficam os registos da Moral judaico-cristã, e esses também Saramago os tem certamente, por serem universais.

Obrigado

Comentar post

Posts recentes

Fotografias exemplares, 5...

Editorial || Queimar livr...

Fotografias exemplares, 5...

Editorial || Machado de A...

Fotografias exemplares, 5...

Adaptados à «leitura por ...

Quem não quer um biquíni ...

Senha, password ou palavr...

Editorial || Eric Zemmour...

Informação útil: um ameri...

Assinaturas
Faça já a sua assinatura aqui.

Contacto

Notícias, rumores, invenções e impropérios para ler@circuloleitores.pt

Pesquisar
 
Lido e publicado

1. Os 50 autores mais influentes do século XX.
2. Dez cidades para visitar com livros debaixo do braço.
3. Charles Darwin, 200 anos depois.
4. «O Magalhães é o maior assassino da leitura em Portugal.»
5. Última entrevista de António Barahona.
6. Inéditos de Fernando Pessoa.
7. John Milton por João Pereira Coutinho.
8. «O meu mal é ter uma curiosidade de puta.»
9. Entrevista Luis Sepúlveda.
10. «Já quase pareço um escritor.»
11. Entrevista Eduardo Lourenço.
12. Breve Introdução à Teoria Literária.
13. Agustina, a indomável.
14. Trinta livros do PNL.
15. Entrevista A. M. Pires Cabral.
16. Dinis Machado: «Só quis escrever um livro».
17. Retratos de um Nobel.
18. Os últimos e-mails de Stieg Larsson.
19. Os 200 anos de Edgar Allan Poe.
20. Knoxville, o território de McCarthy.
21. O bibliotecário ambulante.
22. Dez escritores europeus que (já) mereciam ser traduzidos em Portugal.
23. Entrevista Mia Couto.
24. Entrevista Vasco Pulido Valente.
25. Inéditos Vinicius de Moraes.
26. Os heterónimos de Eduardo Lourenço

Ligações
Arquivo

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

blogs SAPO
Subscrever feeds