Posts com a tag minho

  • avatar

    Ele chegou!

    Olga Cardoso Pinto, em acordaescrita21/12/2022 às 09:15

    21 de dezembro Ei-lo novamente! Engalanando de geada que, tal como filigrana, vai adornando finamente cada pedaço da Natureza. Das árvores despidas de folhas, nascem adereços de cristal em forma de pêndulos de gelo. A neblina adensa-se deixando tudo envolto em mistério. Os (...)

    Ler mais
  • avatar

    Covide

    José Meireles Graça, em delitodeopiniao01/12/2022 às 21:17

    (Fotografia de Telmo Azevedo Fernandes) O Minho seria bonito se nele não houvesse construções. Mas há, por todo o lado, e quem o sobrevoar a olhar para o chão vai descobrir que o casario está em grande parte disperso, raros sendo comparativamente os descampados. As casas (...)

    Ler mais
  • avatar

    Por terras do Minho

    AcordoTodosOsDias, em acordotodososdias18/08/2022 às 11:20

    Em fim de semana prolongado, sem filhos, o que é que se faz? Laurear a pevide, pois tá claro! Bora lá fazer a mala e vamos rumo ao Minho. Não fiz a ponta de um chavo, nadinha de nada nem a cozinhar. Foi dormir, ler e comer… e que bem que se come naquela zona. E os restaurantes (...)

    Ler mais
  • avatar

    as Bolas [de Berlim] de Viana

    sonia goncalves, em andarporfora03/05/2022 às 17:28

    É habitual existir uma verdadeira romaria à porta da Confeitaria Manuel Natário. Há sempre uma fila de pessoas que pacientemente aguardam as famosas bolas de berlim, um ícone de Viana do Castelo e da pastelaria nacional. Hum... Hum... de sabor único, são fofas, cremosas e (...)

    Ler mais
  • avatar

    Valença - II

    Joana Cordeiro, em thepawtrait30/08/2021 às 18:30

      📍 Valença .   Conheci este menino pelo centro histórico de Valença do Minho.   Lembro-me de ser ainda jovem e do seu humano, com alguma desconfiança inicial, lá aceder ao meu pedido em os fotografar. Ainda bem    Na altura, o comércio local seguia a todo o gás. (...)

    Ler mais
  • avatar

    Trigo de Quatro Cantos

    Maria Soares, em diasdeoutono08/08/2021 às 20:55

      Os cantos eram muito mais coesos e o gosto... inolvidável!   Pão de Padronelo   Comido com sardinha a escorrer-lhe em cima. Com o fumeiro de casa. Queijo, manteiga ou marmelada. Que saudades do "pão de quatro cantos!" Da padeira a vendê-lo à porta, transportado à cabeça (...)

    Ler mais