Posts com a tag poemas

  • avatar

    Vento sem nome

    Folhasdeluar, em folhasdeluarhá 6 horas

    Conheço o ódio das guerras E os estalos da lenha no fogo Mas não conheço o que faz os ódios Pesarem mais que os paraísos Conheço as tatuagens devoradoras Que indeléveis nos marcam os dias Sei que o frio vem do desencanto E os urros são espasmos do chão... pisado Conheço (...)

    Ler mais
  • avatar

    Melodia d'Amor

    Maresia, em palavrasdeareia29/01/2023 às 11:27

    Guardei a bola e o pião, Larguei a infância e o calção E à luz da nossa candeia, Nas cordas da minha guitarra, Dedilhei esta canção... Afinei a voz e o coração, Rimei teus olhos com a cor limão, Tua boca com rosa em botão... E assim soou a nossa paixão. Pauta de beijos, (...)

    Ler mais
  • avatar

    POEMS FROM THE PORTUGUESE

    cnc_admin, em e-cultura29/01/2023 às 09:00

    POEMA DE MIGUEL CARDOSO Do início, outra vez I Foi esta portanto a furtiva impureza que herdámos sem saber como, este espaço, este canto assim vago, estes espasmos desmaiados, este tempo, este mundo, estas arestas, estes pedaços de terra, estes dramas de inércia e dentes pouco (...)

    Ler mais
  • avatar

    poema

    francisco laranjeira, em lereomelhorremedio27/01/2023 às 19:00

    AO MEU AMOR Se eu fosse um escritor, especializado em romances, talvez pudesse compôr uma declaração com nuances. Se eu fosse um cantor e pudesse cantar agora, faria uma serenata de amor até ao romper da aurora. Se eu fosse ao menos poeta, pedia ao Cupido uma seta, p'ra mandar ao (...)

    Ler mais
  • avatar

    Paixão das máquinas

    Francisco Luís Fontinha, em franciscoluisfontinha26/01/2023 às 10:09

    Das engrenagens da vida, As correntes, Correias, Parafusos de pressão,   Esta mão, Nesta pequena mão,   Rolamentos apaixonados, Casquilhos, Vedantes, Meu Deus…   Transmissões, Quando do vento, Recebo do teu olhar, O sol, A paixão,   Tudo isto eu sinto, De tudo isto me (...)

    Ler mais
  • avatar

    Refúgio

    Alice Alfazema, em alicealfazema23/01/2023 às 13:35

     Ilustração Surrealistly   Hoje acordei com a dor das árvores; estou de pé e o meu tronco sustém o vazio e a solidão dos ramos côncavos de espera, impacientes de ternura. Quero o bracejar dos pássaros, ser refúgio dos ventos que me procuram, tornar-me na folhagem que te (...)

    Ler mais
  • avatar

    Sinónimo e Adjetivo

    Sandra, em cronicassilabasasolta22/01/2023 às 21:37

    Crepúsculo. Antes que a noite se faça gigante sobre campos, ruas e telhados, releio os poemas que me escreveste e que ainda hoje desarmam em mim forças poderosas. É esta a melhor hora para tal, para a tua poesia. Tu compreendes todos os significados de um crepúsculo como o de (...)

    Ler mais
  • avatar

    Caligrafia à toa, no que se tornou…

    Armindo Mendes, em marcadeagua05/01/2023 às 22:02

    Gosto de sarrabiscar letras nas folhas de nada. De mim! Sou compasso de ecos e sombras que se repetem, em matiz, escura. De sonhos, de amanhãs, de outonos em revoltas, sem fim… Nas folhas, borrifo alma, vaga à noite, no teclado perdura.   Comigo, olho-me, asas de papel, nas (...)

    Ler mais
  • avatar

    Fragmentos de um poema trilingue

    AS, em triciclock03/01/2023 às 00:15

    De acordo com Frank Sinatra,  tudo o que se faz em NY,  pode fazer-se anywhere.    Mas eu não creio    mère  am père  fere  me quer    king of the hill  mil  de Paris até ao Chile    Asi lo veo!      

    Ler mais