Tags : poesia

  • avatar

    Poesia no Feminino - Maria Teresa Horta

    Ventania, em ventaniahá 1 hora

    JOELHO   Ponho um beijo demorado no topo do teu joelho Desço-te a perna arrastando a saliva pelo meio Onde a língua segue o trilho até onde vai o beijo Não há nada que disfarce de ti aquilo que vejo Em torno um mar tão revolto no cume o cimo do tempo E os lençóis (...)

    Ler mais
  • avatar

    Tudo e Nada

    Francisco Mota, em eunosquarentahá 11 horas

    Tudo e Nada Por vezes sei que parto na busca do tudo e do nada. Porque amanhã regressarei de mãos vazias e desprovidas de forma, hoje transcendo-me e julgo olhar o ignóbil e o absurdo. Na escuridão do tempo, reajo com brusquidão ao sol apagado pela mágoa imperfeita e tosca. Nos (...)

    Ler mais
  • avatar

    PASSANDO O ÓLEO

    izoton, em izotonhá 11 horas

    NA VELHINHA AUSTRALIANA           E lá na Austrália, parece que o pessoal entende, mesmo, é de canguru, e não de velhinha enferrujada... É como se pode comprovar, neste vídeo de apenas 44 segundos...

    Ler mais
  • avatar

    W.B. Yeats - The Living Beauty

    Luis Soares, em lsoareshá 18 horas

    I’ll say and maybe dream I have drawn content— Seeing that time has frozen up the blood, The wick of youth being burned and the oil spent— From beauty that is cast out of a mould In bronze, or that in dazzling marble appears, Appears, but when we have gone is gone again, Being (...)

    Ler mais
  • avatar

    A minha alma é uma orquestra oculta

    Rita PN, em atequeossentidostransbordem20/11/2018 às 08:30

    Minha alma é uma orquestra oculta; não sei que instrumentos tange e range, cordas e harpas, tímbales e tambores, dentro de mim. Só me conheço como sinfonia.   Todo o esforço é um crime porque todo o gesto é um sonho inerte.   As tuas mãos são rolas presas. Os teus lábios (...)

    Ler mais
  • avatar

    Nas Asas...

    Filipe Vaz Correia, em canecadeletras20/11/2018 às 00:02

          Nas asas da imaginação; Se esconde o verdadeiro, Pedaço de sedução, Que se torna primeiro, Amarrado à emoção, Desse beijo derradeiro...   Nas asas do vento; São levadas memórias, Dores e sofrimentos, Esquecidas histórias, Desventurados tormentos...   Nas asas da (...)

    Ler mais
  • avatar

    #2916 - Oráculos

    \foleirices, em foleirices19/11/2018 às 21:43

      Tu, que me vigilas do alto da tua sabedoria, sentada na penumbra do oráculo, para ninguém saber que és tu que iluminas as minhas mãos e enxugas a alma quando a tristeza rola uma lágrima que a tua alquimia transforma numa pérola e, me dizes: "guarda-a no lugar mais solar da (...)

    Ler mais
  • avatar

    Aniversário, de Alvaro de Campos

    anpatriciaa, em anpatriciaa19/11/2018 às 20:27

    "ANIVERSÁRIO" "Pára, meu coração! Não penses! Deixa o pensar na cabeça! Ó meu Deus, meu Deus, meu Deus! Hoje já não faço anos. Duro. Somam-se-me dias. Serei velho quando o for. Mais nada. Raiva de não ter trazido o passado roubado na algibeira!... O tempo em que festejavam (...)

    Ler mais
  • avatar

    Antologia de Poesia Contemporânea, Vol. I e II, 2018

    letrasetretas, em letrassobreaagua19/11/2018 às 19:03

      Quando a poesia caminha O relógio não tem tempo - horas mortas, horas vivas instantes desatracados na alegria da paixão e da sublime emoção - vai veloz o pensamento … Quando a poesia caminha o sonho destapa o céu e em duas asas o vento assobia nos carris escreve a arte (...)

    Ler mais