Posts com a tag poesia

  • avatar

    Na viela da estrada do meu caminho

    Cátia Santos, em escritadealmahá 6 horas

      Na viela da estrada do meu caminho Encontrei um menino Que me ensinou que nos pedregulhos da calçada estão os mais belos momentos da vida.   Na viela da estrada do meu caminho Esse menino me segredou Que todas as imprevisibilidades da vida São, simplesmente, Pedregulhos (...)

    Ler mais
  • avatar

    O rei, o servo, o sonho

    AB Poeta, em abpoetahá 14 horas

      Sonhei um dia em ser rei Por sonhar que ganhava a guerra acordei, guerreei e venci! Escrevi meu nome numa era Não importa quem matei nem quantas vezes nessa terra fiz guerras quem nem lutei pois eu sonho e outro esmera dá o sangue, luta feito fera pelo simples sonho que sonhei (...)

    Ler mais
  • avatar

    Gato na Janela

    The Travellight World, em sardinhasemlata19/05/2022 às 09:00

    Foto: Travellight | Burano, Itália   Gato na janela Da janela vê o mundo Que se permite mostrar Fica horas só olhando O dia que vai passando Tranquilo, observando O vai e vem sem cessar. Logo cedo ele se aloja Depois de se espreguiçar Primeiro quer um afago Em seguida, sem (...)

    Ler mais
  • avatar

    CRÓNICA DA CULTURA

    cnc_admin, em e-cultura19/05/2022 às 09:00

    VINTE POEMAS (III)   XI Ó gente A vida também tem pálpebras Sob as quais se pode acostar Lá, por onde o veado passa XII E Todavia  As letais partículas  Flutuam no sudário   De um poema XIII   Há um abeto que cresce Para cada um de nós Enquanto oramos ao Deus E cresce (...)

    Ler mais
  • avatar

    Cores da manhã

    Folhasdeluar, em folhasdeluar19/05/2022 às 08:10

    Cores da manhã Cores de abril ou maio...cores sem rumo cravadas nos olhos Cores sem sentido Atravessadas por quilhas de navios fantasmas Impregnadas de veias paradas no tempo Cores que surgem nas folhas secas Horas caídas dos relógios. Dormentes como flores de cristal Reconheço o (...)

    Ler mais
  • avatar

    Recordando... Luís Veiga Leitão **

    cateespero, em cateespero19/05/2022 às 00:00

    A CIDADE EQUESTRE   A cidade equestre No rio mergulha Seus cascos de granito E sobe A galope Encosta arriba   Num salto a prumo (Lá onde o casario morre) Upa! É uma torre   Torre de pedras e nuvem De pássaros de fogo De corpo de mulher Torre de tudo e de quanto O sonho A (...)

    Ler mais
  • avatar

    CAMINHAR É PRECISO

    Maria, em silencios18/05/2022 às 17:30

          E se a estrada é de vidro partido. A gente segue, porque desistir não é opção e caminhar é preciso!   E se a estrada for de cascalho e de terra batida. Seguimos sem medo! Porque pedras no sapato, fazem parte da vida.     E se a estrada for de um só sentido. (...)

    Ler mais
  • avatar

    Fernando Pessoa (p/ Sr. Moitinho)

    AMR, em anabelamotaribeiro18/05/2022 às 09:22

    Vestia-se nos melhores alfaiates de Lisboa. No entanto, metia vales à caixa ou vendia livros para pagar as despesas. A Mensagem permitiu-lhe pagar todas as dívidas. No escritório tratavam-no por Senhor Pessoa. Ali era o seu lar. Ali escreveu, à noite, Tabacaria e parte da sua (...)

    Ler mais
  • avatar

    AL BERTO

    Manuel, em temposdecolera18/05/2022 às 00:03

      CHEGARAM AS MÁQUINAS para talhar a cidade que vem das águas cresce a obra do homem, ouve-se um lento grito d'espuma e suor na memória ficaram os sinais dos bosques ceifados, as dunas desfeitas e algumas casas abandonadas estenderam-se tubos prateados, onde escorre o negro (...)

    Ler mais