Tags : poesia

  • avatar

    UMA VAGA

    izoton, em izoton21/04/2018 às 02:44

    LEMBRANÇA           Dois casais conversavam, bem animadamente, e um dos homens disse ao outro:           — Olhe, Pedro, eu andava muito esquecido de tudo, e então eu resolvi fazer um tratamento, para melhorar a minha memória. Bem, e aí me indicaram um bom (...)

    Ler mais
  • avatar

    Palavras Minhas...

    Filipe Vaz Correia, em canecadeletras21/04/2018 às 01:53

          Continuo a amar; Cada parte de ti, Mesmo que não pareça, Mesmo que não o consiga dizer, Não o queira expressar, Calando desesperadamente, A imensa vontade, De te querer...   Continuo a amar; Todos os traços do teu rosto, Devagarinho a soletrar, Cada pedaço de (...)

    Ler mais
  • avatar

    Francisco Gomes

    Amaro Figueiredo, em emseguida19/04/2018 às 20:51

    O Francisco é actor, contador de histórias ao vivo, escritor, comunicador, marketeer e fundador da página  Nano-Contos ; apostando na mistura humor- amor , acrescentando formas originais e inexplicáveis à escrita.    "Herdou a biblioteca do pai. Levava sempre um livro para o (...)

    Ler mais
  • avatar

    Pergaminho dobrado em dois

    Fer.Ribeiro, em chaves19/04/2018 às 02:25

      Um sopro de longe   escrevo-lhe com a mágoa a mil pois nada dela quero que viva. faltam-me cerca de dez passos para o precipício (onde a vida acaba e a morte se principia) e se cair talvez nunca mais me vejas. mas note-se que lá de longe uma cor negra, que lá do fundo se (...)

    Ler mais
  • avatar

    Recordando... José Gabriel Duarte

    cateespero, em cateespero19/04/2018 às 00:00

    CARTA DE AMOR   Se eu tivesse de escrever uma carta de amor não escreveria a palavra amor nem amar não falaria em ti nem em mim porque em amor não há padrões nem regras nem ordem o amor é ilógico inusitado tanto mais ardente quanto menos pensado tanto mais atraente quanto (...)

    Ler mais
  • avatar

    O Pequeno Sismo

    Rita PN, em atequeossentidostransbordem18/04/2018 às 08:37

    Há um pequeno sismo em qualquer parte ao dizeres o meu nome. Elevas-me à altura da tua boca lentamente para não me desfolhares. Tremo como se tivera quinze anos e toda a terra fosse leve. Ó indizível primavera.   Eugénio de Andrade

    Ler mais
  • avatar

    Descansar

    O Gil, em oversomaisdiverso17/04/2018 às 22:55

    Às vezes Só me apetece ir para casa E descansar.   O tempo esmorece uma pessoa. Seja o tempo dos dias Ou o tempo da chuva O preço é sempre o mesmo.   Há momentos até Em que nada faço Além de estar sentado E ainda assim preciso de descansar.   Poderia estar morto E mesmo (...)

    Ler mais
  • avatar

    (Sem título)

    Fui. Sou. Serei..., em fuisouserei17/04/2018 às 20:34

    Palavras não sei escrever, Não que não o faça Mas não as consigo descrever. O meu pensamento encontra-se perdido Assim como um beijo ferido O hoje se torna passado, O futuro em lembranças, A vida a andar ao contrário E eu perdido nas mudanças.

    Ler mais
  • avatar

    A voz do fundo

    Ricardo Correia, em 3emlinha17/04/2018 às 18:07

                  Senti-me sem rumo, Perdido no mundo. Em vão ouvi a voz Que me guiava do fundo Em harmonia com o tempo O sentimento oco Agreste e selvagem Consumia-me pouco a pouco. A fronteira do universo Fitei-a no vazio Tão só quanto eu Tristonho e frio. Dei azo às (...)

    Ler mais